Quem nunca ouviu falar na área 51? A Base militar que pertence ao governo dos Estados Unidos e que segundo muitos imaginam, seria o local das mais diversas experiências com OVINIS e aliens e também seria o local onde muitos outros projetos secretos são elaborados. Vamos entender melhor a respeito desse assunto que sempre foi de grande curiosidade para um grande número de pessoas.

 

A Área 51

Área 51 é um dos nomes atribuídos à área militar restrita no deserto de Nevada, ela fica próxima ao Groom Lake nos Estados Unidos. Ela possui uma área de aproximadamente 1552 km² no Condado de Lincoln em Nevada e faz parte da Nellis Air Force Range (NAFR). Imagens do Google Earth puderam mostrar mais sobre as pistas de pouso do complexo. A pista de pouso do local é a 14L/32R, construída na década de 1990, medindo 3651 x 61 m.

 

Vista da Área 51 através dos satélites do Google Earth – Para quem tiver interesse em ver melhor, as coordenadas no Google Maps ou Earth são: 37°14'53" -115°48'1"

Vista da Área 51 através dos satélites do Google Earth – Para quem tiver interesse em ver melhor, as coordenadas no Google Maps ou Earth são: 37°14’53” -115°48’1″

 

A Área 51 faz divisa com o Nevada Test Site (NTS), local onde ocorrem testes nucleares, com a montanha Yucca, local onde existe um depósito nuclear e  fica aproximadamente a 64 quilômetros a sudoeste do lago Groom.

Segundo informações a área 51 é uma das bases mais avançadas do mundo, contendo um complexo subterrâneo e vários laboratórios de pesquisas. Com a finalidade de desenvolver ou testar tecnologia para as Forças Armadas dos Estados Unidos. Possui um ótimo sistema informatizado (melhor até do que o do pentágono), semelhante a de outras bases secretas Norte Americanas, e um sistema “quase impenetrável” de Bunkers (túneis subterrâneos), com blindagem para suportar um evento apocalíptico e, nos corredores (subterrâneos) um sistemas de paredes que não propagam sons de objetos transmissores de algum tipo de frequência (como bluetooth, infravermelho, rádio frequência) e restringem conexões até em aparelhos transmissores com frequência desconhecida (os espiões atuais usam aparelhos com frequência diferente das comunicações atuais, assim não são detectados por aparelhos de contraespionagem), o acesso a base é amplamente restrito e para conseguir entrar lá são usados leitores de impressões, leitores biométricos-ópticos, investigação da vida e da base de origem, quem o enviou, confirmação de quem ele é em diferentes órgãos do alto comando da CIA e da USAF, ou seja, só para ter permissão de entrada você teria que ser uma pessoa muito confiável. O IS (Sistema informatizado) é composto por computadores de última geração que são controlados por um gigantesco computador central que, apenas, cerca de 6 homens de alta patente sabem onde está localizado, a base possui um sistema operacional desenvolvido propriamente para a Área 51 e os computadores também são assim constituídos, pois se de alguma forma, intrusos invadirem o sistema da base, não conseguirão utiliza-lo, pois não saberão como funciona o sistema operacional, além disso, hackers não conseguem penetrar no sistema, pois ele funciona em dois modos, os computadores que são destinados as pesquisas disponíveis na internet operam com um ótimo sistema de antivírus e a maioria não está em rede, pois assim não correm o risco de serem infectados por ataque de hackers inimigos. Já o outro é utilizado para ficar atento ao que acontece no mundo como feiras, grandes eventos internacionais, cotação do dólar e etc. Este é o Princípio de Segurança informatizada da Área 51 e das demais “Bases secretas americanas”.

Dreamland é muito sigilosa à questão de suas atividades, deixando à imaginação o que o governo submete à área, o fato é que seria somente mais uma base aérea. Satélites soviéticos obtiveram fotos do local em plena Guerra Fria, mas só chegaram a conclusões básicas. Eles descreveram uma instalação comum com pistas de pousos, hangares e etc., mas nada que provasse a suposta base subterrânea. Mais tarde, novas fotos saíram de satélites comerciais, mas sem mostrar nada de excepcional. Como podemos perceber a base existe há bastante tempo, porem, só teve sua existência confirmada e admitida em 1994, entretanto, não é única base secreta norte-americana, existem outras ainda não admitidas pelo governo, por questões de Estado, mas é uma das principais bases secretas de pesquisas de armas nucleares, bacteriológicas, químicas, hidrogênicas entre outros tipos de armas secretas.

 

 

Placas de aviso estão espalhadas por todas as dividas da Área 51

Placas de aviso estão espalhadas por todas as dividas da Área 51.

 

A base é um dos lugares mais seguros e protegidos do mundo e o único lugar legal de onde é possível observar a base é o Pico Tikaboo.  Mas uma base desse tamanho requer centenas de trabalhadores. Como eles chegam até ela? É simples, vão e voltam de avião. Vamos falar na sequência das linhas aéreas Janet.

 

Linhas Aéreas Janet

            Janet é o codinome de uma pequena frota de aviões Boeing 737 operados pela prestadora de serviços de defesa EG&G. Os primeiros voos a partir de Las Vegas até a Área 51, foram realizados em 1972 por um Douglas DC-6. Um segundo Douglas DC-6 foi introduzido em 1976, e este se manteve operativo até 1981.

Atualmente seus aviões prestam serviço ao Campo de Provas de Nevada (principalmente à Área 51) a partir de seu terminal no Aeroporto Internacional McCarran (Las Vegas), e desde começos dos anos 90, também fez voos regulares do Aeroporto Bob Hope em Burbank (Califórnia).

A origem da palavra “Janet” é pouco conhecida enquanto utilizada como código de chamada nas transmissões de rádio, ainda não se sabe se são as siglas oficiais dessa linha operativa ou é um nome em código. Cabe a possibilidade de que seja um acrônimo de “Joint Air Network for Employee Transportation”, embora poderia se dizer ironicamente que é o acrônimo de “Just Another No Existant Terminal” (Apenas outro Terminal inexistente).

Estes aviões, pintados de branco com uma linha vermelha, incluindo Boeings 737 e vários jatinhos executivos, estão registrados como propriedade do Departamento da Força Aérea, ainda que alguns estiveram previamente registrados em várias corporações aéreas civis. Cinco dos seis Boeing 737 foram modificados para se converterem em aviões militares Boeing T-43.

Todos os novos aviões de transporte foram da Air China, com exceção do N273RH e do N365SR que estiveram anteriormente operando na agora desaparecida China Southwest Airlines, antes de serem adquiridos para as operações da Força Aérea dos Estados Unidos iniciadas em 2008. A maioria dos aviões Beechcraft foram vendidos diretamente à força Aérea, com exceção de dois, que em um princípio tinha proprietários civis.

 

Um Janet 737-200 partindo do Aeroporto Internacional McCarran, em Las Vegas, Nevada, com o Hotel Cassino MGM Grand Las Vegas em segundo plano.

Um Janet 737-200 partindo do Aeroporto Internacional McCarran, em Las Vegas, Nevada, com o Hotel Cassino MGM Grand Las Vegas em segundo plano.

 

Segurança reforçada

Se você não é funcionário, nem pense em tentar entrar na região militar que leva até a área 51! Existem placas advertindo que se você tentar entrar, força letal poderá ser usada, ou seja, eles podem te matar e você nem vai poder reclamar no além!

Diferente do Polígono de Provas e de Treinamento de Nevada (Polígono de Nellis), a zona que rodeia o lago está permanentemente fora de limite para os civis e para o tráfico aéreo comercial civil. A área está protegida por estações de radar, sensores de movimento sob a terra, e os visitantes inesperados se encontrarão com helicópteros e guardas armados caso acidentalmente se perca na exclusiva “caixa” (“The Box”) ao redor do espaço aéreo de Groom Lake. Inclusive os pilotos militares de treinamento da Nellis Air Force Range são registrados como atiradores pela agência de inteligência militar. O perímetro da base está vigiado por guardas de segurança privada uniformados que trabalham para a empresa de segurança EG&G Technical Services, a Wackenhut, que patrulhavam com veículos Off Road como Jeep Cherokees e Humvees, em 2001 mudaram seus veículos e atualmente utilizam caminhonetas Ford F-150 cor champanhe e Chevy 2500 4X4 cinzas.

Embora os guardas estejam armados com fuzis M16, nunca ocorreu (oficialmente) nenhum encontro violento com nenhum turista. Os guardas de modo geral, seguem e observam minuciosamente os visitantes próximo do perímetro para o caso de alguém cruzá-lo e caso isso aconteça, os guardas tomam medidas mais enérgicas porém reservadas e chamam posteriormente o Xerife do Condado de Lincoln. A única forma de entrar é conseguir as mais altas permissões.

 

A divisa e o sinal de advertência da Área 51 que indica que "É proibido tirar fotografias" e que "Está permitido o uso de dispositivos letais" sob os termos do acordo no McCarran Internal Security Act de 1950. Um veículo do governo está estacionado no alto; dali, os agentes de segurança observam Groom Lake.

A divisa e o sinal de advertência da Área 51 que indica que “É proibido tirar fotografias” e que “Está permitido o uso de dispositivos letais” sob os termos do acordo no McCarran Internal Security Act de 1950. Um veículo do governo está estacionado no alto; dali, os agentes de segurança observam Groom Lake.

 

Mas para que tanta segurança? Seria por que projetos secretos e ultra-avançados são desenvolvidos e testados lá?  Vamos conhecer  mais sobre as teorias e conspirações:

Conspirações

Existem inúmeras teorias e conspirações sobre a Área 51 (talvez seja, uma estratégia do governo norte-americano, para esconder as reais atividades), entretanto, as teorias que prevalecem são as de que a base seja uma instituição militar secreta, que conta com diversos profissionais (engenheiros aeronáuticos, biólogos, Interpretes, psicólogos, cientistas e etc.), para desenvolver as armas e tecnologias avançadas, a base, segundo a tese, tem cerca de 6 andares subterrâneos abaixo de uma camada de 3m de terra, possui várias ligações por túneis, tem cerca de 64m de profundidade, essa parte (subterrânea) é construída em materiais super resistentes feitos para suportar  os impactos que a base ocasionalmente poderia sofrer, entre essa caixa super resistente ficam as repartições: Laboratórios, salas de realidade virtual, centros de treinamento avançado, centro de criação de armas e uma fábrica própria. Ambiente perfeito para se realizar testes com aeronaves ultrassecretas, o que muitos ufólogos dizem ser OVINIs, o que tiraria o foco da principal atividade, assim os pilotos da base poderiam testar suas “máquinas” secretas e, os ufólogos passariam a informação: “Ovinins nos céus aos arredores da Área 51” (quando na verdade seriam novas aeronaves em fase de teste). É a tese mais lógica e concreta sobre a Área 51, já que lá foram criados alguns dos mais avançados modelos de aviões existentes, como, o Caça F-117 Nighthawk  (caça invisível a radar, que voou secretamente por cerca de dez anos), o Bombardeio Stheal B-2 A Spirit (aeronave com custo unitário mais caro da história militar),a Aeronave  A-12 (aeronave substituta do U-2, que fazia voos secretos sobre a ex-U.R.S.S., fotografando o território e coletando informações a mais de 20 mil metros de altura, entretanto, fora abatido por caças soviéticos) e muitos outros mais evoluídos que vieram depois.

 

O Caça F-117 Nighthawk é invisível aos radares e segundo teorias seria baseado em tecnologia alienígena.

O Caça F-117 Nighthawk é invisível aos radares e segundo teorias seria baseado em tecnologia alienígena.

 

OVINIs e Alienígenas

Como já dissemos anteriormente diversas teorias sobre alies e Ovinis são relacionadas a área 51, muitas dessas teorias vieram após relatos de pessoas que se dizem ex-funcionários do local, um dos casos mais conhecidos é o caso do cientista Boyd Bushman um ex-engenheiro aero espacial, que morreu aos 78 anos em agosto de 2010, porem antes de morrer ele chegou a gravar um documentário, revelando fotos, dados e outras provas da existência de extraterrestres que havia  juntado durante 40 anos, tempo que segundo ele, trabalhou na misteriosa Área 51. Acontece, no entanto, que uma série de cientistas tentam, há anos, provar que muito mais coisas acontecem nesse lugar. Bushman, por exemplo, disse, com todas as letras, que os laboratórios da Área 51 guardam informações valiosas sobre ETs, além de discos voadores de verdade, capturados pelo exército americano; e cadáveres de seres não-humanos.

 

Boyd Bushman ex-engenheiro aero-espacial que trabalhou na área 51 durante aproximadamente 40 anos.

Boyd Bushman ex-engenheiro aero-espacial que trabalhou na área 51 durante aproximadamente 40 anos.

 

O cientista mostrou fotos de supostos corpos de alienígenas e deu detalhes sobre os humanoides. Conforme explicou, os criaturas tinham mais de 200 anos, vinham de um planeta a 68 anos luz da Terra – quase 700 quilômetros de distância – e demoravam cerca de 45 minutos para chegar até a base americana. Além disso, Bushman contou que eles se comunicavam entre si e com humanos por telepatia.

 

Foto de alienígena do acervo de Bushman.

Foto de alienígena do acervo de Bushman.

 

Outra revelação bombástica do cientista é sobre uma nave espacial, (ou disco voador, se preferir), que o governo americano guarda na Área 51. O suposto objeto, segundo ele, está sendo estudado há anos, mais precisamente desde a década de 1940, quando aviões militares a abateram. Tanto seus destroços quanto os tripulantes da nave teriam sido resgatados no Novo México e levados direto para o “esconderijo” americano. Além disso, desde o início das análises, mais de 39 cientistas envolvidos nos estudos, já teriam morrido por razões diferentes.

 

Naves espaciais fotografadas durante testes na Área 51.

Naves espaciais fotografadas durante testes na Área 51.

 

Bushman disse ainda que o governo dos Estados Unidos continua em contato com esses seres. Muitas dessas criaturas, inclusive, já morreram aqui na Terra, possibilitando que os estudiosos tivessem oportunidade de estudar seus corpos, mas os resultados das análises nunca foram revelados.

O cientista acrescentou também que a maioria dos alienígenas que descem na Área 51 faz isso de boa vontade, para participar de pesquisas em conjunto com os cientistas. Aliás, essa parceria seria um dos grandes motivos para esse assunto ainda permanecer em segredo, já que não seria interessante para nenhum dos lados a completa exposição da existência de vida fora do nosso planeta.

 

Fotos das naves e alienígenas, parte do acervo de Boyd.

Fotos das naves e alienígenas, parte do acervo de Boyd.

 

Claro que cada um deve acreditar no que quiser, até mesmo porque os dados apresentados a todo momento sobre o assunto são bastante convincentes. Esse ano, por exemplo, muitas evidências sobre visitas extraterrestres vieram à tona, todas elas impressionantes.

  • Controvérsias do caso Boyd Bushman

Mas, no caso das fotos de Boyd Bushman há quem diga que não se tratam de registros confiáveis. Na internet, por exemplo, inúmeros sites disseram que o ET apresentado pelo cientista não passa de um boneco de plástico. Então, pode ser que os entusiastas da ufologia tenham sido vítimas de mais uma série de informações fantasiosas, a verdade é que os fatos mostrados por Boyd não podem ser comprovados.

 

Segundo diversos sites o E.T. apresentado por Bushman seria na verdade um boneco de plástico.

Segundo diversos sites o E.T. apresentado por Bushman seria na verdade um boneco de plástico.

 

De qualquer forma, separamos o vídeo do cientista, que você vai poder assistir abaixo. Ele está em inglês, mas você pode ativar as legendas do YouTube, se precisar. Assista:

 

Bob Lazar

Robert Scott Lazar, ou Bob Lazar é mais um homem que alega ter trabalhado na famosa Área 51, nascido em 26 de janeiro de 1959, Bob afirma ter trabalhado de 1988 até 1989, como físico em uma zona militar chamada S-4 (Setor Quatro), situado próximo de Groom Lake (Nevada), segundo Lazar, as instalações da S-4 eram utilizadas como uma localização militar remota e oculta para o estudo de engenharia reversa de naves extraterrestres.

 

Bob Lazar,é um físico norte-americano que se notabilizou pela polêmica causada nas discussões sobre OVNIs acerca da Área 51.

Bob Lazar,é um físico norte-americano que se notabilizou pela polêmica causada nas discussões sobre OVNIs acerca da Área 51.

 

Porem, ele não conseguiu guardar segredo e contou para alguns amigos seus, como John Lear e sua mulher tudo o que acontecia na Área 51 e disse a eles que ocorriam testes com os OVNIs, sempre as quarta-feiras, pois era o dia mal calmo da semana. Curiosos, os amigos de Bob foram ver os OVNIs e ficaram maravilhados. Na semana seguinte voltaram, mas os seguranças do local os encontraram. Eles anotaram o nome de todos e os liberaram. Na volta, o detetive do Condado de Linconl os interceptaram e levou todos para serem interrogados. No dia seguinte ele sofreu ameaças, foi liberado e demitido do trabalho na Área 51. Desde então vem sofrendo uma campanha de intimidação. Depois de quase ser morto, ele revolveu contar o que sabia para a televisão.  Em maio de 1989, Lazar deu uma entrevista especial ao repórter investigativo George Knapp na estação de televisão KLAS de Las Vegas, onde falou sobre os vários aspectos e implicações de seu trabalho na S-4. Ele não revelou seu rosto, aparecendo em sombra. Ele foi novamente ameaçado.

Seis meses depois, em novembro de 1989, ele concedeu outra entrevista, desta vez mostrando o rosto e revelando maiores detalhes. Depois ele apareceu em inúmeros programas e fez até um vídeo contando sua experiência. Nestas entrevistas Lazar explicou como esta impressão o atingiu inicialmente depois que ele embarcou na nave sob investigação e examinou seu interior. Bob Lazar afirmou ter estado envolvido em tais atividades e disse que sua tarefa era dizer o que movia o veículo. Ele firmou que os motores dessas naves funcionariam por meio do elemento químico nº 115 (nome provisório dado a esse elemento químico).  Em 2004, uma equipe de cientistas russos e americanos obteve sucesso na produção do elemento 115, o ununpêntio ou eka-bismuto, como um isótopo instável, confirmando a existência de tal átomo. Em 1989, Lazar sugeriu que estoques do na época desconhecido elemento 115, deveriam ter sido um presente de uma civilização extraterrestre para ser usado como combustível em nossos próprios veículos. Assim foi perpetuada o mito da Área 51. Centenas de pessoas se dirigiram ao deserto de Nevada na tentativa de registrar as luzes alienígenas.

 

Lazar descreveu a espaço nave na qual ele trabalhou, como tendo sua propulsão por intermédio de um reator antimatéria que utilizava o "Elemento 115".

Lazar descreveu a espaço nave na qual ele trabalhou, como tendo sua propulsão por intermédio de um reator antimatéria que utilizava o “Elemento 115”.

 

Recentemente, Bob Lazar quebrou o silêncio e deu uma nova entrevista para George Knapp, no aniversário de 25 anos de sua revelação. Embora ele continue a defender o que disse há 25 anos, ele não está interessado em que alguém acredite ou não acredite nele.

 

Bob Lazar 25 anos depois da primeira afirmação.

Bob Lazar 25 anos depois da primeira afirmação.

 

“Olha, eu não estou disponível para conferências de OVNIs e outras produções. Isto não é um negócio para mim. Estou tentando ir bem no meu negócio e se eu sou um cientista rotulado ‘de UFOs’, acho que é realmente difícil. Me beneficia se as pessoas não crerem na minha história”, disse ele a Knapp . Junto com sua esposa, o entrevistado tem um negócio de equipamentos científicos em Michigan chamada United Nuclear. Na mente de Bob Lazar não existe nenhuma dúvida sobre a tecnologia alienígena na Área 51, “Eu sei que o que aconteceu é verdade. Eu não tenho nenhuma dúvida. Ponto”.

Veja o vídeo com a entrevista de Bob Lazar e tire suas próprias conclusões:

 

O vídeo do E.T:

Nos primeiros meses de 1997, em Los Angeles, um homem foi ao escritório da Rocket Pictures, uma famosa produtora americana de vídeo. Ele dizia se chamar Victor e trabalhar na Área 51. Ele dizia ter um vídeo de um interrogatório de um alienígena vivo que ele conseguiu roubar da base. As imagens do vídeos são coloridas e não possuem áudio, e são desconcertantes. Mostram um alienígena do tipo Grey (com excessão da cor marrom da pele) sentado diante de um homem que tenta, segundo Victor, comunicar=se telepaticamente com ele. Na parte inferior existem letras e números, provavelmente o código de identificação da filmagem com o dia e a hora de gravação. A sala está escura porque a entidade não suporta nossa iluminação normal. No final da filmagem, vemos o ET ficar agitado até que 2 homens surgem na tela para socorrê-lo. O vídeo acaba.

 

 

E o que você acha, esse vídeo é real ou não passa de uma farça? A Verdade é que a área 51 ficou muito famosa e por este motivo muitas pessoas se aproveitaram dessa popularidade, veja a seguir alguns exemplos disso:

 

Área 51 na Cultura popular

Com a grande visibilidade alcançada após todas essas teorias e mistérios, a área 51 se tornou uma das principais referencias quando o assunto está relacionado com testes secretos e alienígenas, com essa “fama” garantida, a Área 51 virou o principal tema de filmes, jogos, séries de TV , propagandas e etc. Se tornando um ícone pop em todo mundo, abaixo veremos uma lista com alguns destes exemplos:

  • A Divisão 47, uma área de Strangetown (Estranhópolis ou Vilastranha) na versão para PSP de The Sims 2, é baseada na Área 51.
  • A Área 51 já foi usada em vários jogos de RPG como parte da trama. No jogo Conspiracy X, é uma base de operações para as missões de combate de alienígenas. Em Call of Cthulhu, uma expansão de Delta Green, a base é o local aonde são feitos estudos de seres extraterrestres. Deadlands apresenta uma versão da base situada no ano 1880, chamada “Forte 51”.

Em World of WarcraftÁrea 52 é umas das bases Goblins, utilizada para pesquisas no ramo da Engenharia. Em Crash Bandicoot: Warped, uma das fases de corrida se chama “Área 51?”,e mais recentemente no flight simulator x e acceleration em algumas das missões do jogo como secret shuttle e high altitute intercepet.

  • A Área 51 também aparece em Ben 10: Supremacia Alienígena no episódio “O Prisioneiro #775 Suiu”, em que o Cavaleiro Eterno George a y e liberta o misterioso prisioneiro #775.
  • Muitas empresas usam o nome Área 51, como a Alienware, que usou o nome para batizar uma série de computadores; uma das áreas do serviço de hospedagem do Geocities; um motor da Aprilia e inúmeras livrarias especializadas em ficção científica.
  • A Área 51 aparece também em um dos livros da série O Olimpo Em Guerra, onde os olímpicos veem tentar salvar a Terra contra as fúrias de Júpiter, pois a Área 51, supostos agentes da UCP, fizeram clones dos olímpicos.
  • Em 1994, a versão 2.0 do ROM para o PDA da Apple Newton, incluía uma coordenada de latitude e longitude da Área 51 dentro da aplicação Time Zones, como um Easter Egg. Essa brincadeira foi removida à mando da CIA e do FBI, sendo bloqueada por um software, mas é possível ainda acessá-lo.
  • A cidade de RachelNevada (a cidade mais próxima da base) possui uma pequena fama por ser “o lar oficial da Área 51”. Localizada a três horas de carro a partir de Las Vegas, Racheil recebe um modesto número de turistas por ano, e várias lanchonetes e lojas vendem comida e artigos com temática “alienígena”. Um pequeno museu vende mapas, fotos, broches e outros artigos, e um bar local, chamado “The Little A’le’Inn”, orgulhosamente exibe uma cápsula do tempo ganha da equipe de produção do filme Independence Day.
  • Em Ben 10: Supremacia Alienígena, a Área 51 reaparece em um outro local no episódio “Alinhamento Solitário”.
  • No jogo online FusionFall, um dos locais se chama Área 51,5, onde um vórtice gigante surgiu e começaram a aparecer navios, carros e até naves espaciais.
  • No modo zumbi de Call of Duty: Black Ops. No mapa Moon uma das áreas do mapa se passa na área 51.
  • No jogo de PC e PS2, Grand Theft Auto: San Andreas. A Área 51 fica localizada perto da cidade de Las Venturas, e perto do aeroporto abandonado.
  • No jogo de PS2, Area 51. A Área 51 confirma todas as teorias conspiratórias que envolvem o trabalho secreto entre humanos e alienígenas, além de explorar vastamente o conceito de laboratórios subterrâneos e experimentos híbridos.
  • Recentemente, a Área 51 foi adicionada como circuitos de corrida no jogo Asphalt 8: Airborne, da Gameloft.

 

A Área 51 é citada em diversos filmes, desenhos, séries, livros e etc.

A Área 51 é citada em diversos filmes, desenhos, séries, livros e etc.

 

Conclusão

A área 51 é um dos locais mais secretos e vigiados do mundo.  Este fato nos leva a imaginar todas essas hipóteses e teorias do que possam acontecer por lá. Sabe-se de fato que muita tecnologia militar de ponta é criada e testada nela,  mas a questão que fica em nossos pensamentos, é se realmente a área possui ligação com discos voadores e seus tripulantes extraterrestres. O certo é que se um dia algum OVNI caiu nos EUA, com certeza ele esteve na  Área 51.

Mas e aí, seria algum avião ou projeto desenvolvido na Área 51 seria tão revolucionário que só poderia ser criado usando a retro engenharia extraterrestre?

Bob Lazar e Boyd Bushman que vieram a publico relatar suas experiências dentro da Área 51 seriam corajosos em abrir os olhos do mundo para o fato da existência dessa área, dos extraterrestres e tecnologias neles empregadas, ou seriam mais dois charlatões querendo ganhar fama e dinheiro em cima da popularidade que a área ganhou?

Bem, essa resposta cabe a você decidir, e ai  o que vocês acham sobre o assunto?