separador

Entre os anos de 1989 e 1991 Jeffrey Dahmer perseguiu e caçou várias vítimas. Ele foi responsável por matar 17 homens e garotos de forma extremamente brutal e o pior de tudo, ele ainda devorou parte dos cadáveres. Em seu apartamento foram encontrados vários cadáveres em vasilhas com ácido, várias cabeças foram encontradas em seu frigorífico e um altar de crânios foi descoberto em seu armário. Conheça essa incrível história real.

separador

Infância de adolescência de Jeffrey Dahmer

Jeffrey Dahmer teve uma infância comum nos Estados Unidos, quando mais novo ele era apaixonado por jogar tênis e tocar seu clarinete, algo bem tranquilo para um garoto da época. Mas, na adolescência as coisas mudaram um pouco e Jeffrey começou a se isolar dos demais, nessa época ele começou a se apaixonar por uma coisa um pouco mais mórbida, ele dissecava animais mortos, sua intenção era ver como eles “funcionavam” por dentro, esse gosto estranho fez com que Jeffrey montasse até mesmo um cemitério particular no fundo de sua casa.

O tempo foi passando e ele adquiriu um novo vício, a bebida, Jeffrey começou a beber muito e a se isolar cada vez mais. Muitos de seus colegas o descreviam como “estranho” e “bizarro” por causa das constantes brincadeiras que ele fazia. Segundo eles era fácil perceber que tudo aquilo era parte de uma tentativa de Jeffery para se entrosar com os seus colegas, algo que como vocês podem imaginar não funcionou muito bem. Aos 15 anos seus poucos colegas perceberam que Dahmer era alcoólatra, em uma rara entrevista concedida a Philips no ano de sua morte, Jeffrey confirmou que seus desejos e fantasias assassinas começaram nessa época, e que eles não teriam sido causados pelo alcoolismo… Jeffrey bebia para poder esquecer tudo o que ele pensava.

Jeffrey Dahmer, na adolescência e um pouco mais velho.

Jeffrey Dahmer, na adolescência e um pouco mais velho.

 

separador

Os primeiros assassinato, ainda com 18 anos

Aos 18 anos de idade, pouco tempo antes de entrar na Universidade Ohio State, Jeffrey, cometeu seu primeiro assassinato, ele havia tido relações sexuais com outro cara, e teria matado o rapaz com inúmeras pancadas em sua cabeça. Após isso, ele teria enterrado e escondido o corpo do rapaz em uma floresta e o crime não teria sido descoberto.

Por aproximadamente nove anos Jeffrey teria conseguido conter seu instinto assassino, mas, entre 1987 e 1989, ele voltou a agir, matando mais 4 pessoas. Nesta época ele até chegou a ser preso, mas as prisões teriam sido causadas por beber demais e por ter sido flagrado se masturbando em frente a dois garotos, mas mais uma vez os assassinatos de Jeffrey não teriam sido descobertos.

separador

Como era feita a escolha das vítimas?

As vítimas de Jeffrey eram escolhidas de forma comum, geralmente em bares e boates frequentadas por homossexuais, nestas baladas ele abordava suas vítimas e seduzia as mesmas, em grande parte dos casos ele oferecia uma quantia em dinheiro para os jovens, em troca, ele convidava a pessoa para uma suposta sessão de fotos particular em seu apartamento. A sua vítima mais nova tinha apenas 14 anos e a mais velha 31.

Em seu apartamento, Jeffrey colocava vários sedativos nos drinks que ele oferecia para suas vítimas. Depois disso ele estrangulava os pobres rapazes, transava com os cadáveres deles e comia parte de seus corpos! Para Jeffrey, fazendo isso, as vítimas voltavam a viver, mas dessa vez, dentro de seu corpo.

Ainda em 1989 ele teria sido preso pela terceira vez, desta vez, acusado por abuso sexual. Para cumprir sua pena Jeffrey teve que passar 10 meses dormindo em uma prisão, mas ele apenas ia para prisão para dormir, durante o dia ele permanecia livre. E nesse período as coisas só foram piorando e entre os anos de 1990 e 1991 Jeffrey assassinou mais 12 rapazes.

separador

Finalmente Jeffrey Dahmer é preso e o cenário de um filme de terror é descoberto

Em 22 de Julho de 1991 Jeffrey atraiu mais uma vítima para sua casa, a vítima se chamava Tracy Edwards e segundo ele, os dois haviam discutido e lutado quando Jeffrey tentou prender Tracy com algumas algemas. Tracy então teria fugido do local e gritado por ajuda nas ruas da cidade, por sorte, dois policiais o viram no momento em que ele escapava do apartamento de Jeffrey e prenderam Jeffrey em fragrante. Mas calma, a história não termina por aqui…

Quando os policiais foram verificar o apartamento de Jeffrey, perceberam que o lugar era simplesmente o cenário de um filme de terror, lá dentro eles encontraram várias fotografias das vítimas assassinadas, pedaços de pessoas (incluindo cabeças e pênis), alguns destes estavam guardados na geladeira. O caso ficou muito famoso na época e o inventário realizado no apartamento 2013 ganhou uma grande notoriedade, além do que já citamos, vários cadáveres foram encontrados em vasilhas com ácido, várias cabeças foram encontradas em seu frigorífico e um altar de crânios foi descoberto em seu armário. Sinistro demais não é mesmo curiosos? Sendo assim, Jeffrey não teve escapatória e foi acusado de praticar necrofilia, canibalismo e uma forma de trepanação (a trepanação consiste na abertura de um ou mais buracos no crânio, através de uma broca neurocirúrgica), para criar o que ele chamava de “zumbis”.

O apartamento de Jeffrey parecia o cenário de um filme de terror.

O apartamento de Jeffrey (213) parecia o cenário de um filme de terror.

separador

 Jeffrey Dahmer é considerado culpado

Jeffrey Dahmer foi oficialmente acusado de 17 assassinatos, mas, mais tarde eles foram reduzidos a 15. As acusações eram tão pesadas, que as autoridades nem o acusaram da tentativa de homicídio de Edwards. O julgamento começou em Janeiro de 1992 e apesar de todas as provas apontarem para si, Jeffrey declarou-se inocente e alegou insanidade. Mas seu apelo por insanidade não foi aceito e Jeffrey foi considerado mentalmente são, deste modo, o tribunal considerou Jeffrey culpado dos 15 homicídios, e condenou-o a 957 anos de prisão.

jeffrey-dahmer-julgamento-assassino-canibal

separador

Morte de Jeffrey Dahmer 

Em 28 de novembro de 1994, Dahmer e outro preso por assassinato, Jesse Anderson, foram atacados de surpresa e espancados até a morte por Christopher Scarver, também preso, diagnosticado como psicótico (afirmava receber visões do além e que uma delas lhe teria ordenado a assassinar Dahmer e Anderson). Dahmer morreu a caminho do hospital devido a vários traumas na cabeça.

O apartamento 213 foi demolido e agora é um lote vazio. Segundo informações, existem planos para transformá-lo num jardim em memória às vítimas. Em 1994, Lionel Dahmer, o pai de Jeffrey, publicou um livro chamado “A Father’s Story” (A história de um pai) e doou todo o dinheiro arrecadado com a vendas para os familiares das vítimas. Lionel mora com a mulher em Medina County, Ohio. Os dois afirmam que continuam a amar Jeffrey apesar de todos os crimes que ele cometeu.

Os pais de Jeffrey Dahmer concederam uma entrevista e disseram que apesar de tudo sempre vão amar seu filho.

Os pais de Jeffrey Dahmer concederam uma entrevista e disseram que apesar de tudo sempre vão amar seu filho.

separador

A repercursão do caso até os dias de hoje

Ocaso ganhou uma repercussão mundial e correu o mundo, deste modo, ele já foi inspiração de vários artistas, como as bandas de metal Slayer, Soulfly e Macabre. As duas primeiras fizeram músicas sobre a história de Dahmer: “213” do Slayer, e “Jeff the killer” do Soulfly. Já o Macabre lançou “Dahmer”, um disco completo com vinte e seis músicas abordando a história do serial killer. Seu nome é citado na música “Lil Drummer Boy”, da rapper americana Lil’ Kim, assim como em “Cannibal” da cantora americana Ke$ha e também no single “Dark Horse” de Katy Perry. A música “Dahmer and the Limbs”, da cantora canadense Nicole Dollanganger, é inspirada no canibal. E ainda deu origem ao nome da banda de grindcore Dahmer.

Em 2007, 2009 e 2010 foi retratado no cinema nos filmes “Assassinato no Apartamento 213”, “Dahmer” e no documentário “Jeff, O Assassino”. Em 2014, foi transformado em personagem da obra de ficção científica Dezoito de Escorpião, de Alexey Dodsworth. Em 2017, foi também citado no filme “Get Out” (Corra!), de Jordan Peele.

Além disso, em 2015 foi ele foi retratado em American Horror Story. O seu nome também é referido no filme “O Demolidor” (Demolition Man – 1993), com Sylvester Stallone e Wesley Snipes e também no episódio 6 da segunda temporada da série Oz. Ou seja, seu caso foi de maneira tão cruel e marcante que muitos atribuem seus feitos até hoje.

Os crimes cometidos por Jeffrey inspiraram diversos livros, filmes, documentários, músicas e etc...

Os crimes cometidos por Jeffrey inspiraram diversos livros, filmes, documentários, músicas e etc…

separador

E aí curioso? O que vocês acharam deste caso sinistro de serial killer?  vocês já conheciam?  Gostaria de saber a opinião de vocês, deixem ai nos comentários e não se esqueça de compartilhar a matéria com seus amigos, curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal do Youtube. Até a próxima curiosos!

 

face

Clique aqui para acessar nosso facebook e veja todos os nossos posts e matérias em primeira mão.

 

 

youtube

Clique aqui para acessar nosso Youtube e veja os nossos vídeos e matérias exclusivas.

 

 

instagram

Clique aqui para acessar nosso Instagram e veja as fotos de nossa equipe, curiosidades rápidas e muito mais!